Gastro Passeio

sábado, 26 de dezembro de 2015

Tropical Dance Bar - Praia do Farol - Tavares - RS

O nome talvez remeta a algum lugar de reputação duvidosa, mas não.
Inclusive, é muito bem frequentado.
Não é muito fácil de chegar. Aliás, posso dizer que até hoje foi o Gastro Passeio mais desafiador que fiz. Mas quanto maior o desafio, maior a recompensa.
Se tomar como referência o Farol de Mostardas, que fica em Tavares, fica fácil de achar.
Basta tomar a BR-101 e entre Tavares e Mostardas seguir pela Trilha Talha-Mar. Existe uma placa na 101 indicando Praia do Farol.
Daí é só seguir em direção ao mar. "Só", e jeito de dizer.
Sempre que passo por um desses pontilhões de madeira acho que vou cair, ou a ponte vai quebrar. E tinham várias dessas.
Lá pelas tantas a estrada acaba, o você passa a andar no meio das dunas, seguindo os rastros deixados pelos carros.
Até chegar na praia. Daí a estrada é a própria praia.
Deste ponto, são aproximadamente 4 km até chegar no restaurante e no farol.
Acho que nunca tinha andado de moto pela praia. 
Pra mim foi uma experiência muito prazerosa, e também o trecho mais fácil do dia.
De vez em quando se encontra alguns animais mortos na praia. Imagino que estes devam ser vítimas de redes de pesca, engoliram um saco plástico ou algo do tipo.
Enfim, o Farol Mostardas. Não tinha muita certeza de que chegaria. Estava sozinho, não tinha experiência com a areia.
Me senti muito satisfeito quando cheguei.
Agora o negócio era descansar e almoçar.
Lugar super simples.Não tinha um cardápio definido. Pedi peixe.
Enquanto esperava, tomei um "veneno americano".
Estava ótimo. Porção generosa. Peixe frito bem sequinho.
Preço ? 22 pila, incluindo as 2 cocas.
Não tem muito o que fazer na Praia do Farol.
Me pareceu que o lugar é mais procurado por pessoas que gostam de pesca.
De um lado o mar, de outro dunas.
De barriga cheia, segui em direção ao Balneário Mostardense, cerca de 14 km pela praia.
Mais uma vez, um trecho super tranquilo. Passei por no máximo 2 carros parados na praia com gente pescando.
Tudo ia tranquilo, até chegar no Balneário.
Mas a partir daqui, até Mostardas, foram mais 14 km de areia fofa. Esse trecho foi o mais difícil do dia, e talvez da minha vida como motociclista. Mas depois de algum tempo, fui ficando mais calmo e percebendo que assim venceria mais facilmente a areia, muito embora a cena um carro atolado não fosse muito animadora.
No final das contas, correu tudo bem. Voltei para o camping pro merecido descanso.
Coordenadas para GPS: -31.24446, -50.90494

Só para deixar o registro, e a sugestão, de que antes de ir até o restaurante visitei a Lagoa do Peixe pela Trilha das Figueiras, onde se pode avistar flamingos praticamente o ano todo.
Lugar de muitas belezas naturais, tranquilo, e trilha de nível fácil.
Recomendo.


2 comentários:

Cintia disse...

Olá, pretendo descer de SC ara Rio Grande passando por Mostardas e Tavares, estarei de Logan. Podes me informar a situação da estrada (BR 101), ME PARECE QUE VC ESTEVE RECENTEMENTE POR LÁ, CERTO? Se puderes recomendar camping, hotel, ficaria ainda mais grata!

Jerre Rocha disse...

Olá,
Te acompanho de longa data e observei que migrou para a categoria big trail e está curtindo aventuras um pouco fora do tradicional, descobertas, natureza.(Moto Turismo de aventura)
Por sinal, excelente escolha na moto.
Continue, estou apreciando aqui de minha tela.
Grande abraço e boas estradas.